Videoclip: “Nick The Stripper”

Cave e Golman acabaram por decidir que a canção passaria melhor visualmente como uma encenação carnavalesca do inferno, com claras alusões ao trabalho de Fellini e um orçamento de cerca de 1000 libras. O local escolhido para as filmagens foi uma lixeira que teria ainda de ser cheia de lixo, no subúrbio de Camberwell em Melbourne.

A sessão começou na noite anterior ao regresso a Inglaterra dos The Birthday Party. “Transformou-se numa festa, uma festa de despedida aos Birthday Party. Foi de loucos, estamos a falar de muitas bebidas e drogas”, diz Evan English. A fim de criar um bom ambiente para um carnaval do osbesceno e do aburdo, as filmagens tinham sido anunciadas em Melbourne e cerca de mil pessoas aceitaram o convite de aparecer vestidas na indumentária mais ridícula que conseguissem desencantar, como se estivessem prestes a descer aos infernos. Além dos amigos do grupo, compareceram um grande número de vagabundos, alcoólicos e toxicodependentes de Melbourne. Entre a multidão heterógena, encontrava-se um velho hippie, pedrado com LSD e vestido de Jesus Cristo, que enterrou uma cruz no chão e se pendurou nela durante as filmagens. Um gordo grotesco, acabado de sair de um manicómio, vestia-se de eunuco egípcio. Sentou-se em cima da forca erguida para Cave e passou a noite a gritar e a uivar à lua.

Durante toda a noite, a banda passeou-se pela multidão, encenando a canção, com Cave a conduzir a procissão vestido apenas com uma tanga. “Foi filmado de trás para a frente, pelo que a cena de abertura passava-se às oito da manhã e estava toda a gente completamente destroçada”, diz Rowland Howard. “Aquilo era só pó e lama. O Mick teve de passar todo o tempo de olhos vendados, com aqueles maníacos todos à solta.”

“O Nick tentou trepar a uma rocha e não conseguiu porque estava muito bêbedo e fora de si. Era impressionante”, comenta Evan English. “Alguns dos rapazes, sendo as estrelas de rock que são, fornicavam miúdas na lixeira, no meio da merda pútrida. Nunca conseguíamos encontrá-los quando tínhamos de filmar outra sequência.”

excertos de “Bad Seed – A Biografia de Nick Cave”, de Ian Johnston

Anúncios

About this entry